Friday, March 26, 2010

POR UM MUNDO FEMININO MENOS BABACA!


No post passado, falei sobre minha lista de queridinhos. Foi aí que eu me dei conta: só três dos meus queridinhos são, na verdade, queridinhas – contra 28 queridinhos e 2 indefinidos (transexuais).

Pensei bastante em mulheres legais para adicionar à lista... sem sucesso. Com exceção de uma meia dúzia de amigas minhas, mulheres são muito chatas! É horrível ter que escrever isso, porque eu menstruo, sofro com a TPM, uso maquiagem e tenho cabelo comprido.

E eu realmente queria que mulheres fossem mais legais, mas encaremos os fatos: elas não são.

Talvez seja por isso que a natureza se encarregou de dar um monte de testosterona aos homens: o pinto fala mais alto, assim eles conseguem agüentar a chatice feminina e se manterem heterossexuais.

Minha teoria é que o fato da maioria das mulheres ser um tremendo pé no saco é social, mas não natural ou humano – ao contrário do que diria Marx.

Eu conheço um monte de mulheres legais no mundo real. Só que essas não são famosas. Mulheres famosas estão muito preocupadas com duas coisas: ser gostosa ou ser o mais masculina possível para que seja levada a sério.

Mulheres bonitas, inteligentes, engraçadas e que não estão preocupadas em agradar o mundo masculino enquanto passam a vida atrás de uma pica qualquer são raras. No entanto, minha queridinha número um, Tina Fey (roteirista e atriz no seriado “30 Rock”), está aí pra provar que o mundo feminino é, na verdade, o mesmo que o masculino: nós pensamos sobre política, tecnologia, arte, história, comédia, literatura, etc. Temos opiniões válidas sobre música e cinema. Algumas – o que não é o meu caso – sabem até fazer continha de dividir quando tem vírgula!

O que eu estou falando, na verdade, é que a imagem feminina se tornou algo tenebroso. Eu tenho nojo de mulheres com suas unhas pintadas de “francesinha”, suas sobrancelhas finas, seus cabelos pintados de loiro e seus implantes de silicone. Mas eu não deveria. Não! Porque, se eu continuar com esse preconceito contra mulheres, eu vou acabar tão chauvinista mascarada quanto a maioria dos meus ex namorados.

A imagem da mulher bonita tem que parar de ser capa da Playboy, enquanto a imagem da mulher inteligente tem que parar de ser um maldito filme da Barbara Streisand! Pelo amor de Deus!

É por isso que estou anunciando, aqui, meu novo projeto: “Tudo o que você sempre quis saber sobre mulheres mas nunca teve saco para argumentar”. É um website escrito por mulheres. Qualquer tema é válido: de mecatrônica ao sentido da vida.

Quando eu estou numa mesa de bar bebendo New Castle (‘cos I’m just that cool, right?) e conversando com as minhas meninas, a gente não fala só sobre paus alheios e livros de auto-ajuda. Não! Entre uma menstruação e outra, nossos cérebros trabalham independentemente - mesmo que gostemos de paus alheios (mas nem tanto de livros de auto-ajuda assim como vocês podem imaginar).

Você não precisa ser gostosa, não precisa ser inteligente, não precisa ser hilária... Só precisa não ser um maldito pé no cú!

Ilustradoras, webmasters, cartunistas, roteiristas, escritoras e comediantes estão convidadíssimas.

Por um mundo feminino menos babaca!

3 comments:

Batman said...

É isso ai, eu dô o maió apoio... eu sempre apóio todo movimento Feminino... p'ra frente, p'ra tras, p'ra fente... :P

schulai said...

Eu também dou o maior apoio! Vamos desmembrar a mente feminina!! GO GO GO!

tecituras said...

Vamos jogá-los nas paredes, dar-lhes uns tapas, e dizer-lhes: ....ôpa, eles podem pensar que são mulheres!Rs!

Post a Comment